21/01/2014

Campanha #FalePorMim

Por: 

Equipe ANDI

O Brasil aderiu à campanha #FalePorMim – que tem como foco o fim da institucionalização de crianças menores de 3 anos na América Latina e Caribe. Para cada ano em que vive em uma instituição a criança perde quatro meses de desenvolvimento. O número de meninos e meninas que vivem em espaços de acolhimento institucional está estimado em mais de 240 mil. Dentro desse número, só no Brasil, 37 mil vivem em instituições.

 

 

A mobilização é uma iniciativa da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), do Capítulo América Latina e Caribe do Movimento Global pela Criança (MMI-CLAC), da Rede Latino-Americana de Acolhimento Familiar (RELAF), da representante especial do secretário-geral das Nações Unidas sobre a Violência contra as Crianças e do UNICEF.

De acordo com o Unicef, a Convenção sobre os Direitos da Criança diz que os Estados partes têm a obrigação de garantir que crianças e adolescentes cresçam em um ambiente familiar, e só recorram ao auxílio institucional em último caso, tendo em vista o princípio do melhor interesse da criança e o direito à convivência familiar e comunitária.

Para saber mais sobre a campanha #FalePorMim, acesse o site www.falepormim.org

Informações adicionais:
Assessoria de Comunicação do UNICEF
Estela Caparelli
E-mail: mecaparelli@unicef.org
Telefone: (61) 3035-1963

Tags: 

  • Abandono/adoção
  • Cidadania
  • Direitos e Justiça
  • Direitos de Família
  • Direitos Humanos
  • ECA
  • Primeira Infância
  • Conselhos Tutelares