25/06/2012

Eliane Brum lança reportagem sobre doença de Chagas no livro Dignidade

Por: 

Tiago Machado com informações da Abraji

A Jornalista Amiga da Criança e colunista da revista Época, Eliane Brum, lançou na última segunda-feira (18) a reportagem “Doença de Chagas na Bolívia: os vampiros da realidade só matam pobres”. A matéria é um dos capítulos do livro “Dignidade”, da ONG Médicos Sem Fronteira (MSF).

Ao chegar à Bolívia, na província de Narciso Campero, ao sul de Cochabamba, Brum descobriu que a Vinchuca (como é chamado o barbeiro, e que na língua Quechua que significa “deixar-se cair”) é mais fatal que os vampiros da ficção: os moradores dormem com medo. São centenas de insetos que invadem as casas de adobe e espreitam no teto, até que caem sobre as camas. As famílias, que são de baixa renda, segundo Eliane, não têm acesso a tratamento médico.

De cada 100 infectados, 50 desenvolvem a doença. Silenciosa e lentamente o protozoário vai levando seu hospedeiro ao fim, ao minar coração, esôfago, intestinos e sistema nervoso central. Mais de 10 milhões de pessoas estão infectadas no mundo. E, a cada ano, surgem 40 mil novos casos e aproximadamente 14 mil doentes morrem.

A repórter acompanhou duas histórias: a primeira, das mulheres Cristina Salazar López e Maria Rodríguez Barrios, em busca de um marcapasso; e a segunda, de uma família em que todos têm a doença de Chagas.

Tags: 

  • Cidadania
  • Direitos Humanos
  • Exclusão Social/Pobreza
  • Políticas Públicas
  • Saúde

 Comentários

Realmente as condições são insalubres em alguns pontos das cidades bolivianas. E além disso ainda falta o mínimo de assistência para a população.