29/11/2013

O que dizem as palavras que perderam os acentos

Por: 

Equipe ANDI

Em artigo publicado no jornal Gazeta do Povo, o jornalista Rodrigo Wolff Apolloni, mestre em Ciências da Religião pela PUC/SP e doutor em Sociologia pela UFPR, atenta para um fato interessante em textos elaborados por alguns de seus alunos: a ausência de acentuação. "É curioso, em especial porque são palavras que as pessoas conhecem, e que não deveriam deixar passar. Por que os tais acentos não estão lá?", questiona. E busca elementos para entender o fenômeno. "O primeiro, penso comigo, reside no fato de que muitos adolescentes trocaram os livros por tablets e smartphones, que oferecem recursos imagéticos poderosos", arrisca.

Leia o artigo na íntegra no site do jornal Gazeta do Povo.

Tags: 

  • ECA
  • Educação