Educação

Para Demétrio Weber cobrir Educação 'é estar diante de um mar de informações'

01/03/2014

No Bloco 2 da entrevista com Demétrio Weber, ele relata que, em todas as escolas que visitou, sempre a primeira sensação "é estar diante de um mar de informações (...) e que, num primeiro momento, não se entende muito o que que está acontecendo". "Em resumo: é difícil cobrir Educação. É difícil contar o que se passa no dia a dia da Educação. (...) Requer trabalho e muito esforço", afirma.

Demétrio Weber fala sobre sua ligação com a Educação

28/02/2014

A ANDI – Comunicação e Direitos continua, a partir desta sexta-feira (28), a postagem de uma série de vídeos de entrevistas com Jornalistas Amigos da Criança. Agora, o entrevistado é o jornalista Demétrio Weber, de 40 anos, formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Atualmente, trabalha em Brasília como repórter do jornal O Globo, cobrindo políticas públicas, com foco em educação e desenvolvimento humano. Também escreve para o blog Educação à Brasileira, na página d'O Globo na internet (http://oglobo.globo.com/blogs/educacao).

Em 2010, foi um dos vencedores do 5º Concurso Tim Lopes de Jornalismo Investigativo, que resultou numa série de reportagens sobre impunidade na exploração sexual de crianças e adolescentes. A série ganhou o Prêmio AMB de Jornalismo. Em 2013, venceu o Prêmio Esso de Informação Econômica, com a série "Dez anos de Bolsa Família".

O cronograma de postagens dos cinco blocos com a entrevista de Demétrio Weber é o seguinte:

- Bloco 1: sexta-feira (28/02)
- Bloco 2: sábado (1º/03)
- Bloco 3: domingo (2/03)
- Bloco 4: segunda-feira (3/03)
- Bloco 5: terça-feira (4/03)

A educação e a Copa

28/02/2014

A secretária de Educação de Porto Alegre (RS), Cleci Maria Jurach, discute, em artigo publicado nesta sexta-feira (28) no jornal Zero Hora, a educação como principal instrumento para que o aluno leia e interprete o mundo em que vive. "Um olhar diferenciado nos leva a encaminhar alunos de inclusão ao programa de Trabalho Educativo, preparando-os para uma vida independente em sociedade", afirma.

Afinal, escola privada pode mesmo recusar matrícula de aluno com deficiência?

27/02/2014

O coordenador-geral da Inclusive – Inclusão e Cidadania, Lucio Carvalho, questiona, em artigo publicado no site da ONG, o fato de escolas privadas se recusarem a fazer matrícula de alunos com deficiência. Ele conclui que elas não podem se recusar a fazer isso, em primeiro lugar, devido à legislação brasileira vigente. "Simples e objetivamente, a resposta é não. Além disso, a prática caracteriza infração à lei, punível com reclusão de 1 [um] a 4 [quatro] anos, de acordo com o art. 8º da Lei 7.853/1989", afirma.

Crianças e adolescentes desconhecem o estatuto feito para elas

26/02/2014

"De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), ninguém é “dono” de uma criança, mesmo que seja responsável por ela. É por isso que bater em uma criança, mesmo que a intenção seja educar, como defendem alguns pais, é proibido. Também é proibido, obviamente, abusar sexualmente de crianças. Importante deixar isso claro na cabeça dos meninos e meninas". Assim está exposto no artigo da especialista em políticas de educação e ciência Sabine Righetti, publicado no site da Folha de S. Paulo na última segunda-feira (24). Segundo ela, na escola que visitou, no litoral sul do Rio Grande do Norte, nenhuma criança havia tido contato com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). "Aliás, nenhuma delas sequer sabia que o estatuto existe", afirma.

Páginas

Subscribe to RSS - Educação  Feed RSS