07/12/2012

Territórios indígenas ameaçados por atividades mineradoras

Por: 

Equipe ANDI

Territórios indígenas (TIs) são ocupados por atividades mineradoras e 79% estão concentradas na parte brasileira da Amazônia. Esse dado está no Atlas Amazônia Sob Pressão, divulgado pela Rede Amazônica de Informação Socioambiental Georreferenciada (Raisg) na última terça-feira (4). De acordo com a publicação, as minas ocupam hoje em toda a Amazônia um total de 15% das áreas naturais protegidas (ANPs) e 19% dos TIs. O Atlas também revela que há pedidos para exploração da maioria dessas zonas (50,8%) ou, que elas já estão neste processo (30,8%). “Durante as últimas décadas, as políticas nacionais de desenvolvimento têm incluído a mineração como um dos setores fundamentais para gerar emprego e combater a pobreza. Apesar disso, o divórcio das políticas setoriais fez com que encontremos minas dentro de áreas protegidas”, comenta a pesquisa.

Na tabela abaixo, a distribuição e a quantidade de minas por país da América Amazônica e as proporções em seus respectivos territórios.

Quantidade e área de zonas mineradoras por categoria e país

 

País

Quantidade de zonas mineradoras

Área de zonas mineradoras           

    Participação no total (%)

 

 número  

% do total

 Km²           

% da Amazônia

 

Bolívia

485 

0,9

3.734

0,8

0,0

 

Brasil 

42.623

80,5

1.349.207

27,0

17,3

 

Colômbia

1.563

3,0

50.192

10,4

0,6

 

Equador

791

1,5

4.840

4,2

0,1

 

Guiana

743

1,4

145.069

67,5

1,9

 

Peru

5.812

11,0

22.587

2,9

0,3

 

Suriname

11

0,0

30.419

18,6

0,4

 

Venezuela

946

1,8

22.803

5,0

0,3

 

Total

52.974

100

1.628.850

20,9

20,9

 

 

O Atlas está disponível no site http://raisg.socioambiental.org/mapa.

Tags: 

  • Desenvolvimento Sustentável
  • Direitos e Justiça
  • Direitos Humanos
  • Etnia
  • Legislação
  • Pesquisas